segunda-feira, 24 de agosto de 2015

BARRETOS 60 ANOS: O ESPETÁCULO VAI COMEÇAR!

A maior festa sertaneja da América Latina começa na quinta-feira, 20 de agosto, com os principais nomes do esporte de rodeio do mundo e atrações musicais nacionais e até internacional. Famosa pela grandiosidade e tradição, a Festa do Peão de Barretos completa 60 anos de história em 2015, com uma enorme variedade de atrações para todos os públicos, gostos e bolsos. Um dos nomes mais aguardos pelos 800 mil visitantes do evento é do norte-americano Garth Brooks, no sábado, 22 de agosto. O maior ícone da música country norte-americana se apresenta no Estádio de Rodeios em uma ação beneficente em prol do Hospital de Câncer de Barretos, com a bilheteria total do dia revertida para a instituição. O show terá a participação especial de Chitãozinho & Xororó e de Fernando & Sorocaba, que também se apresenta em um show exclusivo, após a apresentação internacional. São quatro diferentes palcos, trios elétricos, apresentações infantis, violeiros, danças típicas, gastronomia com a famosa "Queima do Alho", Rancho do Peãozinho (espaço para as crianças), shows e produções exclusivas, além de uma série de ações que fazem parte da programação.  A programação esportiva da 60ª Festa do Peão de Barretos também já está definida! A organização confirmou a realização da final da competição de montarias em touro promovida pela Professional Bull Riders - PBR Brasil. Os rounds acontecerão nos dias 20, 21 e 22 de agosto, com a grande final no domingo, dia 23. Participarão os 35 melhores competidores do ranking da PBR Brasil que concorrerão a R$ 220 mil em premiação. Ainda na primeira semana do evento acontece a final da modalidade Três Tambores, categoria feminino, do Campeonato Barretos. A amazona vencedora estará classificada para a final do rodeio internacional. De 21 a 23 de agosto, a arena recebe a competição de Jovens Talentos do Cutiano, destinada a competidores com idade a partir de 18 anos. Dez montam na sexta-feira, outros dez no sábado e os cinco melhores pontuados voltam à arena no domingo. Todos os cinco finalistas serão automaticamente classificados para o Barretos Internacional Rodeio. Outra final realizada durante a 60ª Festa do Peão de Barretos será do campeonato promovido pela Liga Nacional de Rodeio. As etapas acontecerão na segunda, terça e quarta-feira, dias 24, 25 e 26 de agosto, com 25 montarias por noite ficando os 10 melhores pontuados para a grande final no sábado, dia 29. A premiação será de R$ 57 mil e o campeão garante vaga no 23º Barretos International Rodeo. A disputa mais aguardada acontece de 27 a 30 de agosto durante o 23º Barretos International Rodeo com disputas nas modalidades rodeio em touros, cutiano, sela americana, bareback, três tambores e team penning. A premiação será de R$ 146 mil para os finalistas.

FESTA DO PEÃO DE BARRETOS RECEBE PATROCÍNIO DA SKY PELO QUARTO ANO CONSECUTIVO

A Festa do Peão de Barretos, a maior festa do gênero na América Latina, a ser realizada de 20 a 30 de agosto, comemora 60 anos, e aSKY, maior operadora de TV por assinatura via satélite do País, não poderia ficar de fora dessa celebração. Por meio de sua plataforma de patrocínios regionais, SKY na Estrada, a empresa patrocina o evento pelo quarto ano consecutivo. "Estamos muito felizes por participar mais uma vez da Festa do Peão de Barretos, que há 60 anos homenageia e valoriza as tradições da cultura sertaneja sempre tão presentes no interior brasileiro. O projeto SKY na Estrada também faz aniversário e soma cinco anos de patrocínio a eventos regionais que contribuem para o desenvolvimento das regiões por onde passa", ressalta Agricio Neto, VP de Marketing e Programação da SKY. Durante os 11 dias de comemoração, a SKY preparou atividades gratuitas para todo o público do evento. No espaço temático intitulado "Fooorça Peão SKY", os visitantes poderão medir sua força em uma brincadeira de puxar a corda, em que quanto maior o nível de força, melhor o brinde. Às sextas, sábados e domingos, os 25 primeiros participantes que atingirem o nível máximo de força na brincadeira serão presentados com um voo cativo de balão, com direito a acompanhante. O balão subirá a uma altura de 50 metros, permitindo vista privilegiada da festa. O público que visitar o espaço da SKY também poderá carregar o celular em um totem disponível no local. A SKY ainda vai promover uma atividade itinerante de fotos. O público poderá registrar a presença na festa do peão com plaquinhas temáticas divertidas. As imagens registradas em todas as ações ficarão disponíveis no site www.skynaestrada.com.br. A 60ª edição da Festa do Peão de Barretos espera receber 800 mil pessoas. Além de shows de artistas consagrados do cenário sertanejo, o evento oferece diversas atrações típicas, como o rodeio, o concurso gastronômico Queima do Alho e a competição do toque de berrante. As provas de três tambores (prova feminina em que a amazona contorna três tambores em alta velocidade) e de "team penning" (separação de gado em currais por meio de cavalos adestrados), realizadas na arena de rodeio, também contarão com o patrocínio da SKY. Em 2014, a SKY esteve presente na Festa do Peão de Barretos com o "Rancho do Laço SKY", e mais de 5 mil pessoas participaram das atividades propostas pela operadora, que incluíam brincadeira de laço e fotografia – Secom. 

FABRICE CAMBOLIVE É O NOVO PRESIDENTE DA RENAULT DO BRASIL

A partir de hoje (04 de agosto), o executivo Fabrice Cambolive assume as operações da Renault no Brasil como Presidente, sucedendo e reportando-se a Olivier Murguet, que passa a se dedicar exclusivamente à função de Vice-Presidente Sênior e Presidente do Conselho da Região Américas, cargo que ocupa desde 1º de abril de 2015. Fabrice Cambolive é diplomado pela Escola Superior de Comércio de Toulouse e pela London Business School. Iniciou sua carreira na Renault Áustria, em 1995; dois anos mais tarde, foi promovido a Gerente de Vendas e Marketing da Região Europa (Alemanha, Áustria, Suíça) e, um ano depois, tornou-se Gerente de Distribuição e Planos de Ações de Marketing na Renault Espanha. Em 1999, Fabrice Cambolive assumiu a Diretoria de Pós-Vendas na Renault-Nissan Suíça e, posteriormente, tornou-se Diretor Geral da divisão de distribuição Renault Retail Group na Suíça. Em 2005, o executivo passou a ser Diretor de Marketing da Renault Alemanha e, em setembro de 2009, Gerente Geral da Renault Commercial Romania SRL, a divisão de vendas e pós-vendas da Romênia. De 2011 a 2015, ocupou a vice-presidência de vendas e marketing da Região Eurásia e Rússia. Olivier Murguet, que esteve à frente da Presidência da Renault do Brasil desde 2012, formou-se pela Escola Superior de Comércio de Paris e pela London Business School. Ingressou na Renault em 1990, na Divisão de Controladoria da Renault Portuguesa e, posteriormente, ocupou diferentes funções gerenciais na área Comercial, na França.  Em 1996, foi nomeado Diretor de Vendas da Renault do Brasil e, em 2001, tornou-se Diretor de Vendas e Rede na França. Depois, assumiu a Direção Geral da Renault Polônia em 2004 e, em 2008, virou Diretor Geral da Renault México. Em 2010, foi nomeado Diretor Comercial da Região Américas. De 2012 a 2015 assumiu a função de Presidente da Renault do Brasil e, em abril de 2015, tornou-se Vice-Presidente Sênior e Presidente do Conselho da região Américas. - Secom

OS ÍNDICES DE CONFIANÇA DE TODOS OS SETORES ESTÃO BAIXOS NO BRASIL. E COMO ANDA O AGRONEGÓCIO?

Em meio a uma falência e incompetência da elite dos políticos brasileiros na governança do País, claro que o agronegócio, apesar de estar carregando nas costas o que ainda respira numa economia que vai cair 2% neste ano e continuar enferma em 2016, só poderia, da mesma forma, ver diminuído o seu índice de confiança comparado ao ano passado. Estamos com o mais baixo indicador, 82,8 pontos, desde 2013 quando esse índice de confiança no agronegócio começou a ser levantado pela FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) e pela OCB (Organização das Cooperativas do Brasil). São nove pontos percentuais a menos, onde o pessimismo está maior nos setores industriais do agronegócio, tanto do antes, como no pós-porteira das fazendas. Porém, o produtor rural, os agricultores, esses são os que, no Brasil, ainda guardam confiança quase igual às últimas medições e poderiam servir de exemplo da esperança nacional, com 86,6 pontos.Pressionados por custos, por crédito, que apesar de anunciado será com dificuldade liberado e por logística de difícil execução no segundo semestre para as sementes, fertilizantes, defensivos e demais insumos, ainda assim vem dos produtores rurais brasileiros o menos sofrível índice de confiança. Mas não  se trata de confiança no que os cerca e, sim, em si mesmos, com produtividade, gestão, cooperativismo e superação. Aos produtores rurais do Brasil, eu diria, hoje, aqui e agora: heróis nacionais! Sobre o CCAS - O Conselho Científico para Agricultura Sustentável (CCAS) é uma organização da Sociedade Civil, criada em 15 de abril de 2011, com domicilio, sede e foro no município de São Paulo-SP, com o objetivo precípuo de discutir temas relacionados à sustentabilidade da agricultura e se posicionar, de maneira clara, sobre o assunto. O CCAS é uma entidade privada, de natureza associativa, sem fins econômicos, pautando suas ações na imparcialidade, ética e transparência, sempre valorizando o conhecimento científico. Os associados do CCAS são profissionais de diferentes formações e áreas de atuação, tanto na área pública quanto privada, que comungam o objetivo comum de pugnar pela sustentabilidade da agricultura brasileira. São profissionais que se destacam por suas atividades técnico-científicas e que se dispõem a apresentar fatos concretos, lastreados em verdades científicas, para comprovar a sustentabilidade das atividades agrícolas. A agricultura, apesar da sua importância fundamental para o país e para cada cidadão, tem sua reputação e imagem em construção, alternando percepções positivas e negativas, não condizentes com a realidade. É preciso que professores, pesquisadores e especialistas no tema apresentem e discutam suas teses, estudos e opiniões, para melhor informação da sociedade. É importante que todo o conhecimento acumulado nas Universidades e Instituições de Pesquisa seja colocado à disposição da população, para que a realidade da agricultura, em especial seu caráter de sustentabilidade, transpareça - Secom

PROCURADORIAS EVITAM QUE INCRA SEJA RESPONSABILIZADO POR INCÊNDIO EM ASSENTAMENTO


A Advocacia-Geral da União (AGU) conseguiu manter sentença de primeira instância e confirmou, junto ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), que o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) não pode ser responsabilizado por atos praticados por trabalhadores rurais assentados pela autarquia. A atuação ocorreu em ação ajuizada por uma madeireira de Quedas do Iguaçu (PR), que pretendia ser indenizada pelos danos causados por um incêndio iniciado em um assentamento rural localizado ao lado da empresa. A queimada ocorreu em 1999. Perícia realizada no local comprovou que a origem foi criminosa, o que motivou a madeireira a ingressar na Justiça contra os agricultores. A empresa disse ter solicitado a indenização junto ao Incra por ter avisado o órgão sobre suposta intenção dos integrantes do assentamento em provocar a queimada. Segundo a autora da açaõ, no entanto, nada teria sido feito para evitar o ocorrido. Contudo, as procuradorias Regional Federal na 4ª Região (PRF4) e Federal Especializada junto à autarquia (PFE/incra) demonstraram que órgãos da administração pública não podem ser responsabilizados se o crime não foi cometido por agentes públicos. As unidades da AGU alertaram, ainda, que sequer foi comprovada a participação dos trabalhadores no incêndio.  O TRF4 acatou o entendimento e decidiu manter a decisão de primeira instância que já havia negado indenização à madeireira. A decisão observou não ter sido acrescentado na apelação nenhum elemento que justificasse a reforma da sentença anterior. A PRF4 e a PFE/Incra são unidades da Procuradoria-Geral Federal, órgão da AGU. - Secom

PERNAMBUCO PROMOVE CURSO DE TURISMO PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

Mais da metade (58,3%) das pessoas com deficiência está desempregada no país. Ministério do turismo lidera programa que promove a inclusão social e o acesso às atividades turísticas
Com o objetivo de valorizar a diversidade e a inclusão social, a Empresa de Turismo de Pernambuco promoveu na semana passada o primeiro Curso de Informações Turísticas para pessoas com Síndrome de Down. Os profissionais tiveram aulas sobre relacionamento e visitaram destinos como o Museu Cais do Sertão e o Paço do Frevo, em Recife. Agora, passam a trabalhar na empresa. Um dos instrutores, o turismólogo Bruno Ribeiro, de 23 anos, tem síndrome de Down. Ele representa uma demanda cada vez maior de profissionais com deficiências físicas e intelectuais em busca de colocações no mercado. De acordo com os últimos dados do IBGE, o Brasil tem cerca de 45,6 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência – e mais da metade desse público (58,3%) não tem trabalho. Esta é uma das razões que levou o Ministério do Turismo a investir no programa Turismo Acessível. Lançado em novembro de 2012, o programa reúne ações de inclusão social que facilitam o acesso de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida à atividade turística, com segurança e autonomia. O programa é uma parceria com a Embratur, a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República e o Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência. No ano passado, o Ministério lançou o Guia Turismo Acessível, um site colaborativo que permite ao turista, com deficiência ou não, cadastrar e avaliar restaurantes, estabelecimentos e atrações turísticas segundo seu nível de acessibilidade. São mais de 530 mil estabelecimentos para avaliação em que é possível notificar a existência de rampas em um hotel, os cardápios em braile em restaurantes e os banheiros adaptados em diversos estabelecimentos. Este ano o Ministério do Turismo vai participar pela primeira vez do Dia D, uma ação do Ministério do Trabalho e Emprego, para promover o elo entre as empresas com postos de trabalho abertos e pessoas com deficiência em 25 de setembro.  Atualmente alguns estados como Pernambuco, Rio de Janeiro, Alagoas, São Paulo e Rio Grande do Sul oferecem equipamentos como esteiras e cadeiras anfíbias, para facilitar o acesso de pessoas com deficiência à praia, além de promover atividades como vôlei sentado e bocha adaptada. O agente de viagens Ricardo Shimosakai, que é cadeirante e atua há 11 anos no setor, afirma que tem dificuldades para encontrar quartos acessíveis para clientes com deficiência. Para ele, o tema ainda é visto como uma barreira para o empresário, de modo que muitos estabelecimentos ainda não incluíram as informações em seus sites e materiais promocionais. Meios de Hospedagem - Segundo uma pesquisa de Serviços de Hospedagem realizada pelo IBGE em 2011 por encomenda do MTur nas 27 capitais brasileiras, do total de 250.284 unidades habitacionais existentes, apenas 3.253 são adaptadas. - Secom

COM VENDAS ADIANTADAS E DÓLAR EM ALTA, VENDEDOR BRASILEIRO SE RETRAI


Cepea, 04 – A expectativa de que o dólar aumente a rentabilidade da soja e a boa liquidez verificada nas primeiras semanas de julho têm levado produtores a se retraírem. No balanço feito pela equipe do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP, as vendas da safra 2015/16 (a ser semeada a partir de setembro) estão bem mais adiantadas que o normal. Isso explica a lentidão dos negócios tanto no mercado spot quanto para entrega futura que tem sido vista há cerca de duas semanas, desde que o dólar passou a ter fortes altas. Pesquisadores do Cepea explicam que a retração dos vendedores ocorre também porque neste momento não há parcelas de custeio da safra a serem pagas – exceto em casos de atraso e/ou renegociação – e muitos têm a expectativa de que os estoques dos compradores, ora abastecidos, baixem nas próximas semanas/meses. Na avaliação de produtores consultados pelo Cepea, nem mesmo a colheita nos Estados Unidos, que deve começar em setembro, representa “temor” de baixa dos preços por aqui. A expectativa, aliás, é de que a redução dos preços em Chicago decorrente da colheita naquele país motive aumento dos prêmios nos portos brasileiros – no balanço, o preço em reais vai depender da taxa de câmbio. A retração dos sojicultores tem prejudicado algumas indústrias que não fizeram estoques e, agora, têm maior dificuldade em adquirir o grão. A grande massa dos compradores, no entanto, indica estar abastecida. As exportações brasileiras seguem a todo vapor. Os embarques de julho chegaram a 8,4 milhões de toneladas, contra 6 milhões em julho de 2014 – dados da Secex. Nessa segunda-feira, a média ponderada da soja, refletida no Indicador CEPEA/ESALQ Paraná, foi de R$ 70,82/sc de 60 kg, o maior patamar desde 7 de março de 2014 – em julho, aumentou 8,7%. O Indicador da soja Paranaguá ESALQ/BM&FBovespa, na modalidade spot (pronta entrega), referente ao grão depositado no corredor de exportação, fechou a R$ 76,29/sc de 60 kg – o maior desde 8 de janeiro de 2014; teve ganho de 8,5% em julho. Em dólar (moeda prevista nos contratos da BM&FBovespa), o Indicador esteve a US$ 22,11/sc nessa segunda-feira. No mercado físico, ao longo de julho, na média das regiões acompanhadas pelo Cepea, registrou aumento de 6,3% nos preços do mercado de balcão (pago ao produtor) e de 6,9% no de lotes (negociações entre empresas). PRODUÇÃO – A safra brasileira de soja 2014/15 é estimada pela Conab em 96,22 milhões de toneladas, recorde que supera em 11,7% a colheita do ano anterior. Para a temporada 2015/16, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) estima a produção brasileira em 97 milhões de toneladas e, a norte-americana, que começa a ser colhida em um mês, em 105,73 milhões de toneladas. – Secom
www.gazetalife.com.br


sexta-feira, 21 de agosto de 2015

HOT HATCH CLÁSSICO, RENAULT CLIO V6 ACELERA FORTE NO AUTÓDROMO DE CURITIBA

Um dos hot hatches mais legais da história deu uma palinha no intervalo da 5ª etapa do Campeonato Brasileiro de Marcas, que aconteceu no último final de semana em Curitiba. O Renault Clio V6 na tradicional cor amarela da Renault Sport andou forte e chamou a atenção do bom público presente. O foguete de bolso com tração traseira e 255 cv ainda serviu como carro-madrinha da prova, que teve Rubens Barrichello, da equipe Full Time, em quarto lugar a bordo do Fluence de competição. O Clio V6 foi criado pela empresa inglesa Tom Walkinshaw Racing (TWR) para um campeonato monomarca na Europa. A ideia não foi para frente e a Renault decidiu vender o modelo, que curiosamente era preparado na Suécia, como a versão topo de linha da segunda geração do Clio (1998-2005). Após alguns aperfeiçoamentos, as vendas começaram em 2001 e o Clio V6 logo se tornou um dos hot hatches mais desejados do mundo. O foguetinho, uma espécie de sucessor espiritual do lendário Renault 5 Turbo, recebeu preparação profunda. A carroceria feita pela Valmet é bem mais larga que a original e tem diversas entradas de ar. Fora isso, há novos braços de suspensão, as bitolas são mais largas, os amortecedores são mais firmes, o entre-eixos cresceu 5,4 cm e as rodas são de 18 polegadas. O interior é praticamente o mesmo do Clio “civil”, mudando apenas o volante e a alavanca do câmbio. Já o modelo que acelerou forte em Curitiba tem o interior preparado para competições. O motor 3.0 V6 herdado do Laguna é instalado onde deveria ser o banco traseiro, deixando o Clio com espaço para apenas duas pessoas e o habitáculo com um som inconfundível. À época do lançamento, o motor tinha 230 cv. Mas alguns meses depois a equipe da Renault Sport usou cabeçotes retrabalhados e um novo sistema de indução para atingir a potência máxima de 255 cv. Os números são superlativos: o pequeno bólido vai de 0 a 100 km/h em 5,9 segundos e chega a 246 km/h. – Secom

POLÍCIA CIVIL INVESTIGA FRAUDES PREFEITURA DE PLANALTO DA SERRA, BUSCAS SÃO CUMPRIDA

Seis mandados de busca e apreensão foram cumpridos na manhã desta terça-feira (04.08), pela Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz), da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso, na operação "Revelation", que apura fraudes contra as finanças públicas e licitação em concurso público da prefeitura do município de Planalto da Serra (226 km ao Sul). A ação integra a operação "Karcharias", da Segurança Pública, deflagrada pela Polícia Judiciária Civil. As ordens de busca e apreensão foram cumpridas nas fazendas e residências do ex-prefeito, Dênio Peixoto Ribeiro, e do ex-secretário de administração, Ariovaldo Feliciano da Silva, todas no município de Planalto da Serra, na Prefeitura de Planalto da Serra, e na empresa ACPI - Assessoria, Consultoria, Planejamento e Informática LTDA, com sede na Morada do Ouro, em Cuiabá. As investigações iniciaram com informações encaminhadas pela Procuradoria do Município de Planalto da Serra sobre fraude no concurso público, que beneficiou a esposa e a cunhada do então prefeito Dênio Peixoto, nos cargos de técnica de controle interno e oficial administrativo, respectivamente. A delegada da Defaz, Cleibe Aparecida de Paula, informou que as investigações analisam fraudes ocorridas no período de 2005 a 2012, mandatos consecutivos do prefeito, Dênio Peixoto, que no ano de 2009 abriu edital para concurso público, cujo processo finalizou em 2012, com objetivo de beneficiar sua esposa, Tatiany Almeida, no cargo de Técnica de Controle Interno, e a cunhada,  Wiviany de Almeida, para o cargo de Oficial Administrativo. "Certame este com fortes indícios de fraude, pois possibilitou após a nomeação, num reajuste salarial totalmente suspeito e desproporcional em relação aos outros cargos do poder público municipal", disse a delegada. De acordo com as investigações, um relatório encaminhado pelo Tribunal de Contas do Estado sobre as contas anuais de gestão, apontam várias irregularidades ocorridas em procedimentos licitatórios, na execução de contratos, nas despesas com justificativas de inexigibilidade de licitação sem amparo legal, na realização de despesas consideradas irregulares e lesivas ao patrimônio público, na ausência de transparência nos preços de produtos e serviços prestados à Prefeitura, na inexistência de acompanhamento e fiscalização contratual, entre outros. Pela análise dos documentos apresentados, a Polícia Civil identificou que além dos crimes relacionados, outros fatos eram merecedores de atenção, pois retratam a aparente imoralidade que permeou na administração, entre elas a existência de união estável do então prefeito Dênio Peixoto e Tatiany Almeida, que juntamente com sua irmã foram aprovadas no concurso do município. As investigações requisitaram a via original do procedimento licitatório ou atestado de qualificação técnica, que sagrou vencedora a empresa ACPI, Assessoria e Consultoria, Planejamento e Informática, para realização do concurso público de provimento de cargos efetivos na  Prefeitura, bem como, processos de pagamentos pertinentes a vários empenhos. Todos os documentos não foram enviados. Em depoimentos, os membros da Comissão de Licitação foram unânimes em afirmar que nada sabiam sobre o sumiço dos autos de processo licitatório ou seu destino. Em buscas nesta terça-feira, no escritório da empresa, os policiais apreenderam documentos do processo licitatório, notas de empenhos, o processo físico do concurso público e vários arquivos digitais foram copiados, os quais serão analisados no inquérito policial. "Localizamos grande parte dos documentos que procurávamos", afirmou a delegada Cleibe. Ameaças - Notícias de ameaças de morte feitas por um grupo de pistoleiros a atual prefeita do município de Planalto da Serra, Angelina Benedita Pereira, e à procuradora do município, Ana Maria de Araújo, são também investigadas pela Delegacia Fazendária. Por conta disso, a operação contou com reforço de policiais da Gerência de Operações Especiais (Goe) e da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO). A operação - A operação Revelation em latim significa revelar, em referência aos documentos que serão encontrados e mostrados. Participaram da diligência equipes da Defaz, Dema, GCCO, DRE e GOE, além de dois peritos contábeis da Politec.  Karcharias  - A operação cujo nome vem do grego "Tubarão", visa concluir 200 inquéritos que envolvem crimes de corrupção, desvios de dinheiro público em geral, sonegação de impostos, fraudes em licitações e outros crimes correlatos que revoltam a população e gera sensação de impunidade. A operação iniciou no dia 20 de maio e finalizará em 31 de agosto de 2015. O resultado será apresentado no começo de setembro. - Secom

EVENTO NESTA TERÇA REÚNE INVESTIDORES E MINISTROS DOS PORTOS E DA AGRICULTURA PARA TRATAR DO COMPLEXO PORTUÁRIO DE SC

Atendendo a convite do governador Raimundo Colombo, o ministro da Secretaria dos Portos, Edinho Araújo, e a ministra da Agricultura, Kátia Abreu, estarão nesta terça-feira, 4 de agosto, em Florianópolis para participar do “SC Acelerando a Economia – Edição Portos”. A programação, capitaneada pela Secretaria de Estado da Fazenda, reúne dirigentes da Fiesc e do BRDE, investidores e representantes dos seis principais portos catarinenses para conhecer potenciais a serem explorados e planejar futuros negócios. De acordo com o secretário da Fazenda, Antonio Gavazzoni, o Governo do Estado deverá anunciar medidas de curto e médio prazos para destravar gargalos no setor. “Também estão previstas assinaturas de protocolos com grandes empresas que passarão a operar pelos portos catarinenses”, antecipa. No evento, os seis principais portos catarinenses - Laguna, Imbituba, Itajaí, Navegantes, São Francisco do Sul e Itapoá - irão apresentar o que cada um tem de melhor a oferecer nos quesitos infraestrutura e logística. A programação é resultado de uma “agenda positiva” que vem sendo construída com o apoio das equipes da Fazenda, Planejamento, Infraestrutura, Desenvolvimento Econômico, Fatma e Casa Civil. Segundo maior polo portuário em total de cargas transportadas por contêineres do Brasil, Santa Catarina movimentou US$ 21 bilhões (FOB) em 2014, somando importações e exportações. Mais de 18 milhões de toneladas passaram pela infraestrutura portuária catarinense em 2014, o que corresponde a 18,60% do total de contêineres movimentados em todo o Brasil. Os dados são da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). - Secom

FUNED DESENVOLVE TOXINA A PARTIR DO VENENO DE COBRA PARA TRATAMENTO DO ESTRABISMO

Substância existente em abundância no Brasil pode dar origem a medicamento. Objetivo é a oferta gratuita do remédio pelo SUS. Pesquisadores da Fundação Ezequiel Dias (Funed) trabalham na pesquisa de uma toxina, extraída do veneno da cascavel, denominada Crotoxina, que pode dar origem a um medicamento que combate o estrabismo. O objetivo do estudo é contribuir para melhorar a qualidade de vida de pessoas estrábicas, com a possibilidade de ofertar tratamento gratuito pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Estruturada pelo ex-doutorando da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o oftalmologista Geraldo de Barros Ribeiro, em 1997, a pesquisa conta hoje com a participação de quatro pesquisadores, além de outros profissionais da Funed. O projeto avança na busca de alternativas para o tratamento da doença, feito hoje a partir da aplicação da toxina botulínica, o Botox. Ele foi retomado em 2013, por meio do Programa de Incentivo à Inovação (PII) do Sebrae-MG, em parceria com a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais (Sectes). “Não é recente este trabalho, todavia, estava um pouco parado. Com o PII podemos retomar a pesquisa e colher resultados muito interessantes”, afirma a farmacêutica e pesquisadora da Funed, Ana Elisa Ferreira. Diante dos resultados, a pesquisadora garante que a aplicação da Crotoxina tem ação semelhante à do popular Botox. Ao ser aplicada, a Crotoxina age como um bloqueador neuromuscular, o que causa paralisia transitória do músculo e, consequentemente, um relaxamento muscular parcial. Para o tratamento do estrabismo, esse efeito é importante por ajudar na restauração do equilíbrio dos músculos que controlam o movimento dos olhos. Além do mais, a toxina pode até ser usada em casos em que a pessoa cria anticorpos que combatem o Botox, fazendo com que ele pare de ter efeito no tratamento. Outro fator positivo está relacionado à duração dos efeitos da aplicação da Crotoxina. “Diante dos testes, percebe-se que os efeitos parecem ser mais duradouros, o que torna as aplicações menos frequentes, contribuindo para a redução do número de aplicações ao longo do tratamento”, afirma Ana Elisa. Busca por investidores - Ao ser produzido a partir do veneno da cascavel, animal que tem grande incidência no Brasil, o medicamento poderá apresentar baixo custo e garantir tratamento a um maior número de pacientes. “As condições são favoráveis, pois além de ser facilmente encontrada no país, a matéria-prima (veneno da cascavel) poderá ser tratada por uma das entidades que mais dominam a técnica de purificação do veneno para a obtenção da Crotoxina, a Fundação Ezequiel Dias”, comemora a pesquisadora. Com este cenário, os cientistas estão em busca de investidores e financiamento de diversos órgãos para a continuidade do projeto. “Temos grande expectativa de entrar no SUS com o medicamento, mas para isso é preciso dar seguimento à pesquisa com a realização dos estudos não clínicos, e futuramente com os exames em humanos”, afirma Ana Elisa. A doença e o tratamento - Para que a visão seja prefeita é preciso que os olhos estejam alinhados. Quando as pessoas são acometidas pelo estrabismo, os olhos perdem o equilíbrio e a sincronia, o que afeta o paralelismo entre os dois olhos. Esse paralelismo é mantido pelos músculos que prendem o globo ocular, e são esses músculos que a são alvo da ação da Crotoxina. O tratamento do estrabismo pode ser feito de maneiras diferentes, seja com intervenções cirúrgicas como também pela aplicação das injeções de Botox. Com a Crotoxina, a rotina do tratamento seguirá o mesmo parâmetro e as aplicações serão feitas conforme a necessidade de cada paciente. “O tratamento irá respeitar as necessidades dele até que o músculo aprenda a funcionar sozinho”, afirma Ana Elisa. Com este procedimento, o paciente não precisa faltar ao trabalho e nem gastar grandes quantias com internação, uma vez que a aplicação do produto é simples e rápida. “O estrabismo pode acabar e a pessoa voltará a ter uma vida normal, sem a vergonha eventualmente causada pela presença da doença”, conclui a pesquisadora. O que é o PII - O Programa de Incentivo à Inovação (PII) estimula a criação de tecnologias, produtos e processos inovadores para o mercado a partir do conhecimento gerado nas instituições de ensino. Em nove anos, 15 programas já foram realizados no Estado, com 280 projetos de pesquisa selecionados e publicados. Até 2014, o programa teve investimento de cerca de R$ 23 milhões, captados de órgãos de fomento, investidores, venda de patentes e transferência de tecnologia. Desde quando foi apresentado aos pesquisadores da Funed, em 2013, o PII já beneficiou 17 projetos da instituição, entre eles, a pesquisa liderada pela farmacêutica Ana Elisa Ferreira. Todos receberam recursos para a construção de protótipos e para o desenvolvimento de plano de negócio. - Secom

OPERAÇÃO FIM DE LINHA

São Luís/MA - A Força-Tarefa Previdenciária, integrada pelo Departamento de Polícia Federal, Ministério da Previdência Social e Ministério Público Federal, com a finalidade de reprimir crimes previdenciários, deflagrou na manhã desta terça-feira (04/08), nas cidades de São Luis/MA, Paço do Lumiar/MA e São José de Ribamar/MA, a Operação Fim de Linha. As investigações, iniciadas em fevereiro do corrente ano, levaram à identificação de um esquema criminoso no qual eram falsificados documentos públicos para fins de concessão de benefícios de Amparo Social ao Idoso e de Pensão por Morte. Muitos dos titulares e instituidores eram pessoas criadas virtualmente. O grupo criminoso atuava desde 2006 e contava, ainda, com a participação de uma servidora do INSS, já investigada em outra Operação da Força-Tarefa Previdenciária (Operação Duas Caras), deflagrada em setembro de 2011. O prejuízo, inicialmente identificado, aproxima-se de R$ 950.000,00 (novecentos e cinquenta mil reais), enquanto que o prejuízo evitado com a consequente suspensão desses benefícios, levando-se em consideração a expectativa de vida média da população brasileira, aproxima-se de R$ 4.780.000,00 (quatro milhões e setecentos e oitenta mil reais). A Polícia Federal cumpriu dez Mandados Judiciais, sendo dois de prisão preventiva, cinco de busca e apreensão e três de condução coercitiva, além da quebra do sigilo bancário e fiscal, do sequestro de valores, da suspensão e bloqueio do pagamento de alguns benefícios e a determinação da realização de imediata auditoria pelo INSS em outros, bem como, com relação a servidora do INSS, a determinação do imediato afastamento das funções públicas e proibição de frequentar o ambiente de trabalho pelo prazo de 90 dias. Ao longo das investigações também foram apreendidos dois veículos no valor total de quase R$ 200.000,00 (duzentos mil reais), incompatíveis com os rendimentos do principal operador do esquema. A Operação contou com a participação de 26 Policiais Federais e 02 servidores do Ministério da Previdência Social, sendo denominada Fim de Linha em alusão ao término de um esquema criminoso que estava em andamento há alguns anos e, ainda, pelo fato de que 04 membros da mesma família serem titulares de benefícios de pensão por morte fraudulentos. - Secom

FERNANDO PIMENTEL VISITA OBRAS DE CAPTAÇÃO DO RIO PARAOPEBA E GARANTE FORNECIMENTO DE ÁGUA PARA A REGIÃO METROPOLITANA

Estão sendo investidos R$ 128,4 milhões e a previsão de conclusão dos serviços é para dezembro deste ano. O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, visitou nesta quarta-feira (12/8) as obras de captação de água do rio Paraopeba para o Sistema Rio Manso, em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). A intervenção é considerada por Pimentel como uma das mais importantes em curso no Estado, já que garantirá o fornecimento de água para a RMBH durante os próximos anos. “É uma obra importante que está correndo dentro do cronograma. Estamos despendendo recursos da ordem de R$ 128 milhões. Eu vim constatar o andamento da obra e agradecer o empenho dos trabalhadores, dos engenheiros e dizer que os mineiros e mineiras estão gratos por esse esforço”, afirmou o governador, ressaltando que “essa obra vai garantir que não falte água no ano que vem e nos próximos 20 anos”. O projeto prevê a captação de até 5 mil litros de água do rio Paraopeba com bombeamento para a estação de tratamento do Sistema Rio Manso. A intervenção garantirá o abastecimento de água a cinco milhões de habitantes da região metropolitana e irá recuperar o manancial da barragem, permitindo que ele se mantenha em períodos de seca sem comprometer o abastecimento. Durante a visita, Pimentel destacou o anúncio feito, na última segunda-feira, pela direção da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), de que não haverá racionamento de água na RMBH. “Nós não vamos ter necessidade de racionar água na região metropolitana. Nós vamos ter paradas técnicas nos fins de semana para adaptar a rede a essa nova obra, mas não vamos ter racionamento. A população respondeu ao apelo que fizemos no início do ano e reduziu o consumo”, comemorou o governador, após visitar a área de captação e ouvir breve explicação sobre a obra. Ainda segundo Pimentel, a economia feita pela população, aliada ao aumento de chuvas nos seis primeiros meses deste ano em comparação ao mesmo período do ano passado e ao esforço da Copasa em conter os vazamentos da sua rede de água foram fundamentais para afastar o racionamento. “Em dezembro, se tudo correr bem, essa obra (de captação de água do Rio Paraopeba) vai entregar mais 5 mil litros de água por segundo ao reservatório do Rio Manso. Com isso, superaremos o problema da falta de água”, completou, anunciando novas intervenções em Brumadinho, dentre elas, a construção de rede de captação de esgoto. Já em coletiva à imprensa, o governador afirmou que, além das obras no Sistema Rio Manso, estão em andamento as intervenções no Sistema Serra Azul, que funcionará como uma obra complementar. No futuro, ações devem ser desenvolvidas também no Sistema do Rio das Velhas. “Não agora. No futuro, estamos planejando fazer algum tipo de reservatório de água”, adiantou. O governador estava acompanhado da presidente da Copasa, Sinara Meireles, dos secretários de Estado Helvécio Magalhães (Planejamento e Gestão), Murilo Valadares (Transportes e Obras Públicas), Marco Antônio Teixeira (Casa Civil), de diretores da Copasa, engenheiros e funcionários da obra, além de prefeitos e lideranças políticas da região. Andamento - A obra para captação de água do rio Paraopeba está com 29% da sua execução e a previsão é que ela seja entregue em dezembro deste ano. O diretor de Operação Metropolitana da Copasa, Rômulo Perilli, explicou que dois quilômetros da adutora de aço já estão prontos. A obra prevê a implantação de 6,5 km, com diâmetro de 1,5 metro. Ela será responsável pelo bombeamento da água para a estação de tratamento (ETA) do Rio Manso, que integra o Sistema Paraopeba. “Esses tubos de aço vão transportar esses 5 mil litros de água por segundo.Hoje, a Copasa está captando, em média, nas três represas do Paraopeba, 5,5 mil litros por segundo. A obra significa, portanto, mais de 90% do que captamos hoje”, ressaltou. Com a conclusão da obra, segundo Perilli, será possível deixar de captar 5 mil litros por segundo dos reservatórios do Rio Manso, Céu Azul e Várzea das Flores. “Com isso, esperamos que, no máximo em três anos, esses reservatórios estejam cheios novamente. Estamos, portanto, evitando a crise hídrica nos próximos 20 anos”, justificou. - Secom


CÃES DA POLÍCIA MILITAR AJUDAM A DESVENDAR CRIMES

Animais recebem adestramento referência no país e são parceiros do policial, ajudando a localizar drogas, armas e até pessoas desaparecidas. A Equipe das Rondas Ostensivas com Cães (ROCCA) da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) comemora o balanço de sete meses. Cerca de 850 ocorrências foram feitas com o uso dos cães treinados, número cinco vezes maior que o registrado no mesmo período do ano passado. Cerca de 263 kg de drogas foram apreendidos, mais de meio milhão de reais recuperados e 30 pessoas detidas. Mais que números, a ROCCA celebra o reconhecimento no treinamento dos 228 cães dos 27 canis localizados em todo estado. Por causa do faro apurado e treinado, estes animais conseguem localizar mais facilmente drogas ilícitas, explosivos, armas e pessoas desaparecidas. O canil da PM mineira é o único no país com a expertise de utilizar animais na atividade de capturas com cão solto, sendo o adestramento referência para outros estados do país. Por isso, o comando da PMMG autorizou, em 2015, a revitalização da matilha. A atuação da equipe Rocca foi ampliada e agora participa dando apoio em rebeliões em presidiários, fugas em locais de risco, tráfico de drogas e rondas periódicas nos pontos mais sensíveis e nas rodovias do Estado de Minas Gerais. O comandante da Rocca, major Cinério Gomes, está otimista: “O Comando da Instituição autorizou a ampliação dos treinamentos dos policiais militares e a melhoria das estruturas físicas das companhias. Isso tudo traduz o aumento da eficiência desta modalidade de policiamento”. Dos vários casos apurados este ano, alguns merecem destaque: - Cão localiza meio milhão de reais em veículo apreendido - Uma picape foi apreendida durante a prisão de uma quadrilha em abril deste ano e encaminhada ao pátio de apreensão de veículos em Sabará.  Dias depois, um funcionário do pátio recebeu uma ligação anônima. Uma pessoa oferecia dinheiro para ter acesso ao carro. A polícia militar foi acionada e a revistou. Só depois da chegada dos cães farejadores Athyla e Qnara o dinheiro foi localizado em um compartimento criado no parachoque. “Os bandidos tinham manuseado drogas antes de pegarem nas notas. Isso deixou cheiro no dinheiro e Athyla o encontrou. Sem ele, teríamos que desmontar o carro e corríamos o risco de não achar nada, porque os bandidos criaram um compartimento muito bem feito em vidro na estrutura veículo” comemora o tenente Jadir Paula Rocha, que participou da ocorrência. Veja o vídeo desta ocorrência feito pelo Tenente Jadir https://www.youtube.com/watch?v=epWq3gyUViU. Apartamento com drogas é identificado por cão farejador - No mês passado, no bairro Silveira, em Belo Horizonte, militares do 16º Batalhão acionaram a Rocca para averiguar uma suspeita de grande quantidade de drogas em um apartamento.  O imóvel estava fechado e não havia ninguém. O sinal do cachorro da PM na porta indicando a presença de drogas foi fundamental para justificar  a entrada dos policiais no local, onde apreenderam 50 kg de maconha. Rastreamento nas estradas termina em apreensão de crack em ônibus - Uma operação conjunta com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) na saída de Betim, há dois meses, terminou com a apreensão de 3 kg de crack. A droga estava nas bagagens de dois passageiros de um ônibus com destino a Belo Horizonte.   Os cachorros facilmente localizaram as substâncias e os portadores da droga foram presos. Bandidos tentam driblar faro mas cão encontra droga enterrada - Há um mês, a PM recebeu uma denúncia anônima sobre drogas que estariam enterradas em um terreno baldio no bairro Novo São Lucas, em Belo Horizonte. Segundo a polícia, infratores tentaram esconder as drogas em diversos locais para driblar a ação da PM. A área estava toda queimada e isso não atrapalhou o faro do animal, que localizou os entorpecentes pelo cheiro. Depois duas horas de rastreamentos, foram encontrados 35 quilos de maconha. Sobre a ROCCA - Os cães fazem parte da Polícia Militar de Minas Gerais desde 1957  As raças mais utilizadas são pastor alemão, pastor belga malinois e labrador. Eles se reproduzem nos canis da corporação.  A partir de quatro semanas de vida, começa o treinamento básico para decidir em qual área ele poderá atuar. Em seguida, aulas prática específicas. O trabalho está sempre associado a cheiros específicos, para que na vida real os cães possam sentir o cheiro da substância e pessoas que devem localizar. Cada policial é responsável por seu próprio cachorro, embora os animais sejam preparados para trabalhar com qualquer militar. Há uma equipe veterinária que fica por conta da saúde dos cães, fazendo acompanhamento nutricional, exames periódicos e inspeções sanitárias. Os animais mais velhos são usados na cinoterapia, utilizada como tratamento auxiliar para crianças com necessidade especiais, problemas de relacionamento social ou dificuldade de aprendizagem. - Secom

NOVO SITE COMERCIAL DA RENAULT ALCANÇA BONS NÚMEROS DE ACESSO NO SEU PRIMEIRO MÊS NO AR

Lançado em 27 de maio, o novo site comercial da Renault apresenta ótimos resultados já no seu primeiro mês no ar. Com um visual totalmente novo, que segue o conceito da nova assinatura de marca "Passion For Life" e reflete o posicionamento estratégico global da Renault transmitindo uma comunicação vibrante, apaixonada e conectada com as pessoas, o R-Site foi pensado para melhorar a navegação de seus usuários. Além de um conteúdo mais visual e intuitivo, o site Renault passou por melhorias na indexação nos buscadores. Esta mudança contribuiu consideravelmente para o aumento de visitas orgânicas, ou seja, aquelas visitas originadas de sites de busca como o Google, por exemplo, e que não geram custos à empresa. Outro ganho com esta mudança foi o melhor posicionamento nos resultados apresentados ao usuário quando digitada alguma palavra-chave relacionada ao universo automotivo. Estar nas primeiras colocações nos resultados de busca demonstra que o site apresenta um conteúdo de qualidade e melhor experiência de navegação, e consequentemente, recebe um volume maior de visitas. Essa mudança fez com que as visitas orgânicas se tornasse a principal fonte de tráfego do site, passando de 24% - nos últimos 12 meses - para 43% das visitas no mês de junho. O excelente trabalho de programação e conteúdo fez com que o novo site alcançasse o volume de 539 mil visitas no mês de junho, um aumento de 40% se comparados ao volume médio dos últimos 12 meses, que foi de 384 mil visitas. Outra importante novidade, e algo essencial para a melhor navegação dos usuários, é o design responsivo, que faz com que o site adapte seu conteúdo às telas do computador, celular ou tablet automaticamente. Com isso, o número de acessos originados de dispositivos mobile vem crescendo rapidamente. A facilidade para acessar o conteúdo a qualquer hora ou lugar favoreceu para que os acessos via dispositivos móveis ao site passasse de 16%, na média dos três meses anteriores para 23% de visitas no mês de junho. - Secom

PLANO DE REGIONALIZAÇÃO DA PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL PREVÊ INVESTIMENTO DE R$ 14 MILHÕES

Essa é a primeira vez que um governo estadual assegura a execução e a gestão, de forma compartilhada com os municípios, dos serviços de PSE. O Governo de Minas Gerais e a União vão investir cerca de R$ 14 milhões, até 2017, no Plano de Regionalização da Proteção Social Especial. Os recursos vão ser aplicados na implantação e manutenção dos Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) e no acolhimento de crianças, adolescentes, adultos e famílias. A contrapartida mínima do Estado é de 50% do valor total. Essa é a primeira vez que um governo estadual assegura a execução e a gestão, de forma compartilhada com os municípios, dos serviços de Proteção Social Especial (PSE). O desenho da regionalização levou em conta a divisão do estado em 17 Territórios de Desenvolvimento. Em todos eles haverá a oferta de serviços da PSE. Está previsto o funcionamento de 11 Creas no estado. Duas novas unidades vão ser implantadas com recursos unicamente do Estado, sete por meio do cofinanciamento federal e estadual e outras duas serão reordenadas e permanecem como regionais. Também estão previstas quatro novas unidades de Creas municipais, com cofinanciamento federal e estadual. O plano sugere a instalação, ou reordenamento, dos Creas nos municípios de Peçanha, no Território de Desenvolvimento Vale do Rio Doce; Almenara, Médio e Baixo Jequitinhonha; Águas Formosas, Mucuri; Diamantina, Alto Jequitinhonha; Januária, Norte; Caratinga, Vale do Aço; Barbacena, Vertentes; Ponte Nova, Caparaó; Mora Nova de Minas, Central; Guanhães, Metropolitano; Piumhi, Sudoeste. Uma inovação é que os Creas, além de executarem os serviços que lhe são próprios, entre eles o de acompanhamento de indivíduos e famílias para um conjunto de municípios, assumirão um papel de articulação na região e interlocução entre os serviços de média e alta complexidade. É importante ressaltar que a população daqueles municípios que já possuem Creas continuará a ser atendida pela unidade existente na cidade. E nos municípios de Paineiras, Território de Desenvolvimento Central; Monte Alegre de Minas, Triângulo Norte; Canápolis, Triângulo Norte; Padre Paraíso, Médio e Baixo Jequitinhonha, serão implantados os Centros de Referência em Assistência Social municipais (Cras). Quanto à regionalização dos serviços de Alta Complexidade, a proposta é criar o Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora com 80 vagas regionais de acolhimento para crianças e adolescentes, com cofinanciamento federal e estadual. A Alta Complexidade inclui ainda o serviço de acolhimento para adultos e famílias (migrantes). Para atender a esse público, vão ser implantadas Casas de Passagem, em especial na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Os critérios - As definições de municípios que sediarão os Creas e que receberão uma equipe de referência de Alta Complexidade nem sempre são coincidentes e levaram em conta a existência de rede de proteção, ou seja, a existência de Fórum, Promotoria de Justiça, Delegacia de Polícia, Conselho Tutelar, Conselho Municipal de Assistência Social e conselhos municipais de direitos. O indicador de vulnerabilidade socioeconômico nas faixas muita alta, alta e média foi determinante na seleção dos municípios. As cidades sede precisam ainda contar com serviços de saúde, educação e assistência social, além da oferta de instituições de ensino e pesquisa, oferta de mão de obra qualificada, estrutura de transporte e facilidade de deslocamento entre o município sede do serviço e os municípios abrangidos. - Secom
www.gazetalife.com.br


quinta-feira, 13 de agosto de 2015

PRODUÇÃO AUMENTA, MAS PREÇO SEGUE EM ALTA PELO QUINTO MÊS

Cepea, 3 – Mesmo com o aumento na captação por parte da indústria, o preço do leite pago ao produtor seguiu em alta no mercado nacional pelo quinto mês consecutivo, de acordo com levantamentos do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP. O valor médio líquido do leite em julho, na “média Brasil” – ponderada pelo volume captado em junho nos estados de MG, PR, RS, SC, SP, GO e BA –, foi de R$ 0,9760/litro (sem frete e impostos), alta de 2,34% frente ao mês anterior, mas queda de 11,5% na comparação com junho/14, em termos reais (deflacionados pelo IPCA de jun/15). O preço bruto (inclui frete e impostos) foi de R$ 1,0641/litro, elevação de 2,19% em relação a junho, porém com recuo 11% de em 12 meses, em termos reais. Segundo pesquisadores do Cepea, a valorização nos últimos cinco meses tem sido contínua, porém a percentuais mensais menores que em anos anteriores. Isso porque a demanda pelos lácteos permanece pouco aquecida, dificultando a recuperação dos preços ao produtor em um menor período de tempo, como ocorre normalmente. Com relação à produção de leite, o Índice de Captação de Leite do Cepea (ICAP-L/Cepea) teve alta de 4,28% de maio para junho e de expressivos 11,12% em relação a junho/14. De acordo com colaboradores consultados pelo Cepea, o bom regime de chuvas nas regiões Sul e Nordeste, atrelado ao período de safra sulista resultaram nesse cenário. Em todos os estados da “média Brasil” houve aumento na captação, com destaque para Bahia, Santa Catarina e Rio Grande do Sul que registraram os maiores aumentos, de 9,63%, 9,57% e 9,39%, respectivamente. Na sequência vieram Paraná (5%), São Paulo (2,54%), Minas Gerais (1,39%) e Goiás (0,36%). Para os próximos meses, as expectativas ainda são de aumento na produção sulista, visto que a safra na região está no início, além de haver previsões de que as cotações dos concentrados se mantenham em queda. A captação em algumas praças do Sul, no entanto, pode ser limitada devido ao excesso de chuvas. Por outro lado, as precipitações de julho em alguns estados das regiões Centro-Oeste e Sudeste podem influenciar no aumento da captação nessas localidades. Para agosto, segundo laticínios/cooperativas consultados pelo Cepea as previsões quanto ao comportamento dos preços são divergentes. Enquanto 28,6% (representam 34% do leite amostrado) acreditam em alta, 39,3% (56% do leite amostrado) sinalizam estabilidade. Já 32,1% dos pesquisados (9,9% da amostra) indicam desvalorização. No mercado de derivados, houve queda nos preços médios do leite UHT em julho frente aos do mês anterior, porém, a cotação da muçarela não acompanhou o mesmo movimento, como normalmente ocorre. O leite UHT se desvalorizou 0,73%, a R$ 2,34/l em média, e a muçarela teve alta de 3,3% (R$ 13,98/kg) – ambos negociados no atacado do estado de São Paulo. De acordo com colaboradores, o ritmo fraco das vendas do UHT não permitiu a continuidade dos aumentos verificados desde março/15, porém e a baixa oferta pontual de muçarela valorizou este lácteo. Este levantamento de preços de derivados do Cepea é realizado diariamente com laticínios e atacadistas e tem o apoio financeiro da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) e da Confederação Brasileira de Cooperativas de Laticínios (CBCL). - Secom

IEPHA ABRE AS COMEMORAÇÕES DO DIA DO PATRIMÔNIO NO CIRCUITO LIBERDADE

A temporada de atividades comemorativas incluem seminários sobre o Circuito Liberdade, instalação urbana na Praça da Liberdade e mostras e atividades em todo o estado. O Dia do Patrimônio Histórico e Cultural vai ser comemorado no dia 17 de agosto, marcando o início de uma temporada de atividades e ações que se estenderão até o final de setembro, em todo o estado. As atividades incluem seminário, instalações urbanas, mostras e apresentações teatrais. Em Belo Horizonte, a programação será realizada no Circuito Liberdade, que hoje é gerido pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais - Iepha/MG. Todas as atividades são gratuitas e abertas à população. Na data oficial, dia 17, o secretário de Estado de Cultura, Angelo Oswaldo, e a presidente do Instituto Estadual do Patrimônio Artístico de Minas Gerais (Iepha), Michele Arroyo, abrem as comemorações dando posse aos novos integrantes do Conselho Estadual de Patrimônio (Conep). A cerimônia acontece na sede do Iepha, às 9h30, na Rua Aimorés, 1697, Funcionários. Nos dias 24 e 25 de agosto, a Biblioteca Estadual Luiz de Bessa recebe o “Seminário Estadual do Patrimônio Cultural: Circuitos Culturais e as Cidades”. Com o tema “O Circuito que queremos”, seis mesas redondas vão reunir acadêmicos, coletivos e representantes de movimentos sociais de Belo Horizonte e de outras cidades, para uma ampla discussão em torno das perspectivas de articulação do Circuito Liberdade. O seminário vai reunir gestores culturais, representantes dos órgãos de patrimônio, acadêmicos e movimentos sociais e coletivos que vêm atuando na área da cultura, patrimônio, espaços públicos e urbanidade. Ainda como parte das atividades do Dia do Patrimônio, a partir de setembro, a Praça da Liberdade receberá uma grande instalação urbana. Inspirada nas referências visuais do inventário do Rio São Francisco, produzido pelo Iepha, a mostra apresenta a riqueza cultural das margens do Velho Chico e também o universo dos sertanejos, num rico painel que passa por todo o patrimônio imaterial da região. “Alameda São Francisco: a memória do rio inunda a cidade” retrata os modos de fazer, as lendas, a música, o artesanato, as comidas típicas e as frutas do cerrado, entre muitas outras particularidades que margeiam o São Francisco. Os espaços que integram o Circuito Liberdade farão parte das celebrações do Dia do Patrimônio e diversos equipamentos irão apresentar pequenas mostras lembrando a importância da defesa da memória das cidades e do país. As comemorações não irão se restringir à capital, já que a data coincide também com as atividades da Jornada Mineira do Patrimônio Cultural, promovida pela Secretaria de Estado da Cultura e pelo Iepha, em todo o estado. Neste ano, mais de 500 municípios mineiros se inscreveram e promoverão ações de preservação e promoção do patrimônio cultural entre os dias 17 de agosto de 30 de setembro. Em sua 5ª edição, a jornada apresentará diversas atividades dentre seminários, oficinas, exposições, feiras, festivais, apresentações musicais e de teatro, visitas guiadas a bens culturais, encontros e ações de educação patrimonial. Patrimônio - Desde 2012, Minas Gerais reserva o dia 17 de agosto para as celebrações oficiais do Dia do Patrimônio Histórico e Cultural. A data lembra o aniversário do belo-horizontino Rodrigo Mello Franco de Andrade, nascido na capital do estado em 1898 - quando Belo Horizonte tinha apenas meses de vida - e que foi o primeiro presidente do IPHAN, ou SPHAN, como era chamado o então Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. - Secom

POLICIA AMBIENTAL PRENDE EM FLAGRANTE 03 PESSOAS POR PORTE ILEGAL DE ARMA DE FOGO E CAÇA

A Polícia Militar através da Núcleo de Polícia Ambiental de Barra do Bugres, Neste final de semana (dia 01/08/2015) realizou várias apreensões. No dia 01/08/15 (sábado), por volta das 21:00h, na estrada conhecida por mamoeiro, zona rural do município de Arenápolis, foi realizado a prisão de 03 (três) suspeitos por porte ilegal de arma de fogo e caça, com um dos suspeitos foi encontrado 02(dois) animais silvestres abatidos, sendo 01(uma) Paca e 01(uma) Cutia, foi apreendida 03(três) armas de fogo, sendo 01(um) espingarda cal. 22 com 06 munições cal.22 intactas; 01(uma) espingarda cal.36 com 14(quatorze) cartuchos cal. 36 intactos; 01(uma) espingarda cal.20 dois canos com 03 cartuchos cal. 20 intactos, além de 03(três) motocicletas que estavam sendo utilizadas pelos suspeitos. Todos os suspeitos e materiais apreendidos foram encaminhados a delegacia de polícia civil de Arenápolis. - Secom

MENORES APREENDIDOS PASSAM POR ACOLHIMENTO PSICOSSOCIAL NA DELEGACIA DE VÁRZEA GRANDE

Um trabalho que busca o desenvolvimento psicossocial de adolescentes em conflito com a lei é realizado pela Delegacia Especializada do Adolescente, de Várzea Grande, desde outubro de 2014. O objetivo é ajudar os menores infratores a retornarem ao convívio familiar e social, diminuindo assim a reincidência infracional. O projeto de acolhimento psicossocial de menores infratores já atendeu mais de 200 adolescentes apreendidos pela prática de atos infracionais de crimes diversos, principalmente o homicídio, o latrocínio, o roubo, o furto e o tráfico de drogas, delitos de maior incidência entre os jovens que passaram pela Delegacia do Adolescente, entre outubro de 2014 a julho de 2015. Os menores que chegam à Delegacia são encaminhados a equipe psicossocial, composta por psicólogo e dois assistentes social, que além de conversarem com o menor, também estendem o atendimento à família. "Todo adolescente que passa pela Dea é acolhido por esse setor, que faz a identificação de onde vem, das condições familiares, se usa drogas ilícitas e álcool", disse o delegado Bruno Lima Barcellos. De acordo com o delegado, o relatório elaborado pela equipe multidisciplinar fortalece as investigações dentro dos procedimentos encaminhados ao Juizado da Infância e Juventude e ajuda o juiz na adoção de medidas socioeducativas. "Facilita para o juiz a oportunidade dele verificar a situação social e jurídica do adolescente. E com esse trabalho queremos a médio e longo prazo reduzir a reincidência de menores e os atos infracionais", explicou Bruno. O psicólogo da Dea-VG, Felipe Luiz Resende Noga, disse que os adolescentes quando chegam na unidade estão bastante agressivos e, na sua grande maioria, vem de famílias desestruturadas e de baixa renda. "Fazemos o acolhimento desse menor e buscamos informações referente sua família, situação escolar e uso de drogas para traçarmos um perfil e tentar reinseri-lo na família, retorná-lo a escola no caso da evasão e tratamento junto ao Centro de Apoio  Psicossocial, para assim ajudar a diminuir na reincidência infracional", explicou. Como exemplo de reincidência, o psicólogo cita o caso de um adolescente, atualmente com 17 anos, que em menos de três meses passou seis vezes pela Delegacia. Usuário de drogas, o garoto cometia pequenos furtos para comprar entorpecentes e morava nas ruas de Várzea Grande. Em sua última passagem pela unidade, a equipe conseguiu convencê-lo a se submeter a tratamento em uma comunidade terapêutica. "Ele estava em uma situação totalmente vulnerável, a família o tinha rejeitado e ele morava nas ruas. Hoje é um caso de sucesso. O administrador da comunidade só tem elogio", disse. As principais ocorrências registradas em 2015 envolvendo menores como autores de delitos são de roubo (60), porte de drogas para consumo (47), receptação (32), direção perigosa (29), furto (25), porte ilegal de armas (19), homicídio (10). Ao todo, foram 302 ocorrências com adolescentes infratores registradas em Várzea grande, no período de janeiro a junho de 2015. - Secom

ESTADO FORTALECE COMPROMISSO COM A ÁREA PEDAGÓGICA E ANUNCIA NOVAS NOMEAÇÕES

Foi publicada na edição do jornal Minas Gerais desta sexta-feira (31/7) a lista com as nomeações de 1.400 profissionais aprovados em concurso da Secretaria de Estado de Educação (SEE). Este é o quinto lote de nomeações feitas pela atual gestão do Governo de Minas Gerais. Desde o início do ano, foram nomeados 7.408 profissionais para atuarem na educação básica da rede estadual de ensino. De acordo com o subsecretário de Recursos Humanos da SEE, Antonio David de Sousa Junior, do total de nomeações, a maioria está relacionada à área pedagógica. “São 6.996 profissionais para atuarem nas escolas. Destes, 5.998 são professores e 573 especialistas, totalizando 6.571 servidores. Com foco nestes servidores, nós queremos reforçar e ampliar a capacidade da escola naquilo que é essencial: avançar no processo educacional, além de construir condições para que consigamos aprimorar o que já fazemos e, assim, avançar na redução das desigualdades educacionais”, destaca. As demais 837 nomeações são para atuação na área técnico administrativa das escolas, Superintendências Regionais de Ensino e Órgão Central. Para o mês de julho, estava prevista, conforme acordo firmado com os profissionais da educação, a nomeação de 1.500 aprovados no concurso. Porém, o quinto lote trouxe a relação de 1.400 aprovados. “Para completar esse quinto lote falta a publicação da nomeação de 100 Técnicos da Educação (TDE), anteriormente chamados de Assistente Técnicos Educacionais (ATE). Com a Lei 21.710, de 30 de junho de 2015, houve essa mudança da nomenclatura, o que exigiu uma adequação no sistema informacional. Essa adequação não foi feita a tempo hábil de possibilitar a publicação desse grupo de aprovados. Essas 100 nomeações sairão, seguramente, na semana que vem, completando as 1.500 nomeações previstas para este quinto lote”, explica Antonio David de Sousa Junior. Com isso, serão 7.508 nomeações desde o início da atual gestão. O compromisso assumido pela atual gestão estabelece a nomeação de 15 mil profissionais aprovados a cada ano. A meta é concluir a gestão, em 2018, com a nomeação de 60 mil profissionais e, com isso, garantir que ao menos 60% dos servidores do quadro sejam efetivos. Exame médico pré-admissional - Uma vez publicada a nomeação, o aprovado deve submeter-se a exame médico pré-admissional, a ser realizado pela Superintendência Central de Perícia Médica e Saúde Ocupacional (SCPMSO) da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag). – Secom 

POPULAÇÃO DO PRESIDENTE MÉDICI RECEBE PRIMEIRA INTERVENÇÃO DO PROJETO “PALCO MAMBEMBE” NESTA QUINTA-FEIRA, 13

“Todo artista tem de ir aonde o povo está”. Com a inspiração de Milton Nascimento, personificada na canção “Nos Bailes da Vida”, o projeto "Palco Mambembe”, feito pelo povo e para o povo de Campina Grande, tem sua primeira intervenção na tarde desta quinta-feira, 13, , a partir das 15h, no bairro do Presidente Médici, próximo ao Colégio Raul Córdula. O “Palco Mambembe” é um instrumento de democratização dos bens culturais, que tem o objetivo de levar os artistas para perto do povo, educando através da arte. Por isso, na intervenção deste dia 13, foram convidados artistas da cidade, além de três escolas localizadas naquela área: o Colégio Raul Córdula, o Colégio Panorama e o Colégio Petrônio Figueiredo. Com a participação das unidades educacionais, a produção cultural destas escolas transpassam os muros, chegando à ‘praça', que vai conhecer os artistas/alunos, como forma de incentivar os novos talentos da cidade, conhecida como celeiro musical e cultural do Nordeste. Com a proposta de educar através da arte, além da Secult, vão participar do "Palco Mambembe" a Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos e a Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambiente, levando à população os projetos “Transitar com Harmonia” e o “Minha Árvore”. "A proposta do "Palco Mambembe" é circular, quinzenalmente, em todas as localidades da cidade, descentralizando os bens culturais que normalmente, por questões históricas, são disponibilizados apenas no Centro da cidade", disse o secretário de Cultura, Lula Cabral. "O Cultura Mambembe é uma inversão da logística da Cultura. Ou seja, vamos desenvolver atividades culturais nos bairros, provocando a participação da comunidade e integrando os músicos, dançarinos, atores, enfim, todos, como veículo de educação", completou o secretário. O projeto tem a parceria da Associação Comercial e Empresarial de Campina Grande, da Atecel, da FACMA e da Fundação Regional do Nordeste - FURNE, que presenteia a primeira intervenção com a Orquestra FUPOP. Os interessados podem obter mais informações na Secult, pelo telefone 3310-6805. - Secom

PROFESSORES DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO RECEBEM MAIS UM CURSO DE FORMAÇÃO PARA A PROVA BRASIL

A Secretaria de Educação da Prefeitura de Campina Grande realizou nesta terça-feira (11), mais uma Formação “Prova Brasil” para professores da Rede Municipal de Ensino. A atividade de capacitação foi realizada na sala 1 do Centro de Tecnologia Educacional (CTE). A formação foi direcionada para professores do 5º ano do ensino fundamental. Foram abordados conteúdos de Matemática exigidos na Prova Brasil, com foco nas operações matemáticas para solução de problemas. O objetivo é propor e discutir estratégias pedagógicas de abordagem desses conteúdos com as crianças em sala de aula. A formação foi conduzida pelo professor Fernando da Silva Batista. A Prova Brasil e a Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA) são exames nacionais que mensuram a qualidade do ensino e aprendizagem na educação básica. Ambos são realizados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), com previsão de aplicação para o segundo semestre deste ano. Nos testes aplicados na quarta e oitava séries (quinto e nono anos) do ensino fundamental, os estudantes respondem a questões de matemática, com foco na resolução de problemas. No questionário socioeconômico, os estudantes fornecem informações sobre fatores de contexto que podem estar associados ao desempenho. A partir das informações da Prova Brasil, o Ministério de Educação (MEC) e as secretarias estaduais e municipais podem definir ações voltadas ao aprimoramento da qualidade da educação no país e a redução das desigualdades existentes, promovendo, por exemplo, a correção de distorções e debilidades identificadas e direcionando seus recursos técnicos e financeiros para áreas identificadas como prioritárias. - Secom